Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 19 de Novembro de 2017
Pesquisar no site
SAÚDE
     
7 de Novembro, 2017 - 10:51
Santa Casa 'fecha' por falta de repasse do governo de MT

Médicos e funcionários do Hospital Vale do Guaporé - Santa Casa, em Pontes e Lacerda (448 Km a Oeste), que é filantrópico e atende 99% dos pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS), suspenderam todos os atendimentos, inclusive cirurgias, desde sexta-feira (3), porque estão sem receber salários. Só está aberto o Pronto-Atendimento da unidade.

Diretor do hospital, Ideraldo Pires da Costa, explica que 16 médicos estão sem salários há 3 meses e 107 funcionários há 2, já que o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Saúde (SES), não repassa há 4 meses os recursos de manutenção. A dívida mensal do Estado é de R$ 650 mil e acumulada de R$ 2,6 milhões.

Fornecedores também estão sem receber e por isso já começou a faltar insumos na unidade, como medicamentos, luvas, esparadrapo, comida e produtos de limpeza.

Costa explica que o recurso estadual chega ao fundo municipal de saúde, com quem a SES tem o contrato, e é a Prefeitura que faz o repasse. "Mas não está chegando nada e a gestão municipal garantiu o Pronto-Atendimento", explica o diretor.

Segundo ele, o clima entre médicos e funcionários é de revolta, assim como da população, já que o hospital é o único que atende quase 100% SUS e que é referência para 10 municípios da região Sudoeste de Mato Grosso.

A região tem cerca de 105 mil habitantes que moram em Pontes e Lacerda, Jauru, Vila Bela da Santíssima Trindade, Rondolândia, Nova Lacerda, Conquista D’Oeste, Vale de São Domingos, Comodoro, Figueirópolis D’Oeste e Campos de Júlio. Casos mais graves são encaminhados à Cáceres, onde tem UTI.

O diretor Ideraldo reclama que, antes da paralisação, eles procuraram diversas vezes a SES, mas a resposta é sempre evasiva. Reclama ainda que, do contrário, a SES nunca foi a Pontes e Lacerda, conferir a situação de perto. "Nunca nos procuraram", lamenta.

Sendo assim, a unidade, que faz 120 cirurgias de baixa e média complexidade por mês, está com 3 salas do centro cirúrgico fechadas. Na rotina, as intervenções atendem a pacientes com problemas ortopédicos, apendicite, vesícula, hérnia de disco, partos e diversas outras enfermidades.

O hospital tem 58 leitos para internação e salas para consulta ambulatorial.

Protestos

Funcionários sem salários fizeram manifestação ontem (7) na sessão da Câmara Municipal, denunciando que sem recursos cai a qualidade de atendimento, faltam medicamentos e não há condições de trabalho.

O Hospital Vale do Guaporé é de 1974 e o contrato da regional com o fundo municipal é de 2012, de acordo com o diretor Costa.


Fonte: Gazeta Digital
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
SAÚDE
16/11/2017
14/11/2017
13/11/2017
10/11/2017
09/11/2017
07/11/2017
03/11/2017
31/10/2017
27/10/2017
23/10/2017
22/10/2017
20/10/2017
19/10/2017
18/10/2017
15/10/2017
04/10/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player