Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 17 de Janeiro de 2018
Pesquisar no site
POLÍTICA
     
13 de Janeiro, 2018 - 16:18
MPE vai investigar áudio em que Jajah diz devolver VI de R$ 65 mil para secretário

Ministério Público Estadual (MPE), através do Núcleo de Defesa da Probidade Administrativa e do Patrimônio Público, vai investigar o áudio atribuído ao deputado estadual Jajah Neves (PSDB), que viralizou no Whats App nessa quinta (11). Na gravação, a voz que seria do tucano fala entre outras coisas, sobre a devolução da verba indenizatória de R$ 65 mil ao secretário estadual de Cidades Wilson Santos (PSDB), titular da vaga que ocupa na Assembleia.

Segundo o promotor André Luiz de Almeida, que substitui Mauro Zaque (em férias) na coordenação do Núcleo, inicialmente será instaurada Notícia de Fato que pode se transformar em Inquérito Civil. A distribuição para definir o responsável pela investigação será feita no início da próxima semana.

Em relação à verba indenizatória da Assembleia, a gravação indica que Jajah é obrigado a repassar o valor Wilson. Além disso, traz a queixa de que, como suplente, não conseguiu fazer nenhuma nomeação. “Eu tenho que devolver pro Wilson. Ele começa me ligar três dias antes de cair”, diz supostamente o parlamentar em trecho da gravação.

No áudio, a voz atribuída a Jajah também comenta que a TV Mato Grosso canal 27, na qual ele apresenta o programa Fiscal do Povo, é sustentada com dinheiro público. As fontes seriam o Governo do Estado e a Assembleia, onde exerce mandato. “Eu sustento aquilo ali com dinheiro público. A mídia é do governo e da Assembleia. Ela cai por causa de mim”, completa a mensagem atribuída ao parlamentar que faz parte da base de sustentação do governador Pedro Taques (PSDB).

Sobre a Caravana do Jajah Neves, que realiza através do seu programa televisivo, no áudio são citadas dívidas que chegam a quase R$ 1,2 milhão e incluem o arrendamento da TBO que pertence ao ex-deputado federal Júlio Campos (DEM). Na sequência, complementa que o evento deve ser bom eleitoralmente e se tornar um negócio.

Por fim, no áudio é citada a eleição do irmão do deputado, Ademar Jajah (PSDB), para vereador em Várzea Grande. A fala ainda faz referencia ao salário de R$ 12,6 mil.

“Disse ao meu irmão que eu resolvi sua vida. Peguei você aqui te dei um mandato. Você tem quatro anos para você administrar sua vida ganhando um baita de um salário. [E ele] tá devendo até o c*. Gastando dinheiro que se não tem ideia. Prejuízo essa eleição dele. Me queimou”, conclui a voz atribuída a Jajah.

Jajah Neves e Wilson Santos ainda não se pronunciaram sobre a gravação. Até o momento, nenhum esclarecimento foi distribuído pelas assessorias. 


Fonte: RDNews
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
POLÍTICA
16/01/2018
15/01/2018
14/01/2018
13/01/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player