Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 23 de Novembro de 2017
Pesquisar no site
POLÍTICA
     
10 de Novembro, 2017 - 16:33
Taques não irá ceder à pressão de deputados para exonerar Luiz Soares, diz Max Russi

O chefe da Casa da Civil, Max Russi, disse nesta sexta-feira (10.11) durante encontro com os prefeitos na Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), que o governador Pedro Taques (PSDB) não deve ceder as pressões dos deputados estaduais e exonerar o secretário de Estado de Saúde (SES/MT), Luiz Soares.

Nesta semana, os deputados estaduais, inclusive o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), criticaram Luiz Soares na forma de condução da SES/MT, principalmente nos consecutivos atrasos nos repasses para os municípios e aos hospitais filantrópicos, o que estaria ocasionando, de acordo com os parlamentares, fechamento de unidades de saúde e deixando à população sem atendimento. Em meios as críticas, deputados chegaram a sugerir a demissão de Luiz Soares.

Max Russi afirmou à imprensa, que as críticas dos deputados, mesmo eles sendo da base do governo, são importantes para “ajudar a melhorar a governabilidade”, como também contribui para encontrar soluções dos problemas.

“Temos procurado conversar bastante com os deputados e respeitar todas e qualquer críticas, desde que elas não sejam maldosas que venha para prejudicar ou atrapalhar os andamentos dos trabalhos do governo”, disse.

Sobre Luiz Soares, o chefe da Casa de Civil declarou que acredita que o secretário não será demitido. Ele ainda defendeu o colega de staff, afirmando que Soares está trabalhando em uma pasta com poucos recursos, e que caso a SES tivesse mais recursos com certeza ele apresentaria mais avanços para a Saúde Pública de Mato Grosso.

“Não acredito em exoneração. Governador não vai atender pedido de ninguém, essa é uma decisão pessoal dele. Se ele entender que o secretário, seja qualquer secretário, não estiver correspondendo às expectativas do Estado fará a exoneração. Não é o caso nesse momento do Luiz Soares. Ele está em uma pasta difícil, com dificuldades, com poucos recursos e isso dificulta seu trabalho. Tenho certeza se o Luiz Soares tivesse mais recursos, tivesse um tempo maior, ele apresentaria, como já apresentou em outros momentos, avanços importantes para a Saúde de Mato Grosso”, finalizou.


Fonte: VG Notícias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
POLÍTICA
22/11/2017
21/11/2017
20/11/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player