Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 17 de Dezembro de 2017
Pesquisar no site
POLÍTICA
     
10 de Outubro, 2017 - 19:04
Nadaf: ex-dono da City Lar pagou R$ 1 mi para ter isenção fiscal

O empresário Erivelto Gasques, ex-dono da rede de eletrodomésticos City Lar (que foi vendida para a Ricardo Eletro), pagou R$ 1 milhão em 2010 para o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) em troca de benefícios fiscais à sua empresa.

A acusação foi feita pelo ex-secretário de Estado de Indústria, Comércio, Minas, Energia (Sicme) e Casa Civil, Pedro Nadaf, em sua delação à Procuradoria Geral da República (PGR), homologada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nadaf, que disse ter sido amigo de Erivelto na época, contou que durante a eleição de Silval ao Governo, em 2010, ficou incumbido de procurar empresários que pudessem contribuir com a campanha, em troca do oferecimento de vantagens em eventual vitória.

“Uma dessas empresas visitadas por mim e Silval Barbosa foi o Grupo City Lar, de propriedade de Erivelto Gasques”.

De acordo com o delator, a City Lar já estava enquadrada desde 2004 no Programa de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Prodeic), responsável pela concessão de benefícios fiscais.

“Contudo, [o grupo] não estava sendo beneficiado com os incentivos fiscais, eis que ainda não havia assinado o termo necessário para usufruto dos benefícios”.

Desta forma, Nadaf contou que ofereceu a concessão dos benefícios do Prodeic a Erivelto Gasques em troca do apoio financeiro.

“Eu acompanhei Silval Barbosa na primeira reunião em que trataram do assunto com o empresário Erivelto, na sede do Grupo City Lar, na Estrada do Moinho, nesta Capital, em meados de 2010”.

Na ocasião, segundo o ex-secretário, Erivelto ficou de “estudar” a proposta.

“Passados uns dias, Erivelto me procurou e afirmou concordar com a proposta de Silval, se dispondo a contribuir com o montante de R$ 1 milhão, além de disponibilizar dinheiro para a campanha, que foi declarado oficialmente, mas que não sei precisar o valor”.

“Em troca desse R$ 1 milhão entregue por Erivelto a Silval Barbosa, seria assinado o termo de incentivo fiscal beneficiando o Grupo City Lar com uma redução tributária que seria calculada com base técnica, conforme proposta de incentivo”.

Dias depois, de acordo com a delação, Erivelto falou a Nadaf para buscar o dinheiro com o contador da empresa, “de nome Welington de tal, no escritório de nome Guardian, localizado na Avenida Fernando Corrêa, Edifício Home Office Tower, nº 400, na Capital”.

Nadaf disse que no dia seguinte foi até o local e passou a combinar com “Wellington” toda vez que fosse pegar os valores, que foram pagos de forma parcelada.

“Nesse primeiro encontro, foram repassados R$ 350 mil em dinheiro, acondicionados dentro de um saco de lona preto. Eu fui por mais duas vezes nesse escritório do contador do Grupo City Lar, local onde ele pegou o restante dos valores até perfazer o montante de R$ 1 milhão, sendo que na segunda vez recebi o valor aproximado de R$ 400 mil, igualmente acondicionados em um saco de lona preto”.

No último recebimento, Nadaf diz que pegou R$ 250 mil, “dessa vez dentro de um grande envelope”.

“Tão logo eu recebia tais valores, já os repassava para Silval Barbosa, ora no palácio do Governo, ora em sua moradia”, contou o ex-secretário.

Outro lado

A redação ligou para o celular de Erivelto Gasques, mas estava fora de área. Um familiar afirmou que ele está viajando.


Fonte: Midia News
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
POLÍTICA
16/12/2017
15/12/2017
14/12/2017
13/12/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player