Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 30 de Março de 2017
Pesquisar no site
POLÍTICA
     
7 de Janeiro, 2017 - 20:03
Governo cobra dívida de quase R$ 400 milhões da Conab com MT

O governo estadual vai intensificar as articulações junto ao governo federal para tentar receber, ainda neste ano, o valor de uma dívida milionária da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) com Mato Grosso, que se arrasta desde o governo de Jayme Campos (DEM). São quase R$ 400 milhões. A negociação ocorre com a participação da bancada federal e do ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), que já tratou do assunto com o presidente da República, Michel Temer (PMDB).

Segundo Maggi, as questões burocráticas e jurídicas já foram solucionadas e agora falta a autorização de Temer para o Ministério da Agricultura e a Conab façam o pagamento a Mato Grosso. O recurso trará alívio ao caixa do governo em meio à crise. O estado recebeu no final de dezembro o Auxílio às Exportações (FEX) de 2016, mas os valores deste ano só devem ser pagos em 2018.

“Essa é uma frente que todos nós estamos trabalhando, eu o governador e os parlamentares, para que o estado tenha outras maneiras de suportar esses momentos difíceis e fazer a travessiva pela crise”, disse Maggi. “Dante não conseguiu receber, eu não consegui receber, Silval não conseguiu e o Pedro Taques não está conseguindo neste momento. Mas não temos nenhuma dúvida, juridicamente, de que este dinheiro pertence ao estado de Mato Grosso. Estamos prontos para fazer o pagamento, só dependemos da transferência de recursos da União para o Ministério e a Conab”, completa.

Secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Taques chegou a tratar da dívida ainda no governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Segundo ele, faltou vontade política para fazer o pagamento. Na gestão de Temer, o secretário demonstra mais otimismo: “O ministro Blairo Maggi disse ao governador que vai ajudar a receber essa dívida. Com o presidente Michel Temer temos esse empenho político e talvez no primeiro semestre a gente tenha essa boa notícia para dar, do recebimento dessa dívida” afirma.

A dívida é referente ao ICMS devido a Mato Grosso não recolhido pela empresa estatal, vinculada ao Ministério da Agricultura.  O tributo é sobre comercialização de safras agrícolas que ficaram no mercado nacional, já que as destinadas às exportações estão isentas da incidência do ICMS para que tenham preços competitivos


Fonte: hiper noticias
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
POLÍTICA
30/03/2017
29/03/2017
28/03/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player