Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 24 de Agosto de 2017
Pesquisar no site
OPINIÕES
     
23/09/2015
O intelecto!
O intelecto humano compreende um conjunto de faculdades intelectuais, dentre as quais, destacam-se criatividade, intuição, liderança e inovação. As pessoas são caracterizadas por essas faculdades. Entretanto, há uma habilidade que requer ‘tato’ especial, ao qual se denomina liderança.

E, lidar com o ser humano é quase uma ‘arte’ que lhe exige habilidade de liderança em situações como, por exemplo, negócios, relacionamento, trabalho e ensino. Nesse sentido, este artigo trata da liderança, atributo importante do intelecto humano, e como ela pode apoiar tomada de decisão e gestão de pessoas, empresas, instituições...

Por definição intelecto=inteligências podem ser definidas como capacidade mental de raciocinar, planejar, resolver problemas, abstrair ideias, compreender ideias e linguagens e aprender.

Intelecto ativo, em grego antigo=nous poietikós, ou ainda intelecto agente, segundo tradições aristotélicas e escolásticas, trata-se do intelecto que transforma as sensações em percepções tornando-as abstratas inteligíveis, como conceitos. Na concepção clássica grega, a partir de Anaxágoras, o intelecto nous, significa o princípio de ordem do cosmo e por extensão, da faculdade de pensar humanos enquanto que esta reflete a ordem cósmica.

Para Aristóteles, o intelecto ativo foi objeto de intensa discussão na filosofia medieval. A ideia foi encontrada pela primeira na obra de Aristóteles ‘Da Alma’, no livro III. Sachs comenta que ‘é a fonte de uma enorme quantidade de comentários e de desacordo feroz’: Em metafísica, livro XII, ch. 7-10 Aristóteles discute a mente humana e distingue entre o intelecto ativo e o intelecto passivo. Nessa passagem, Aristóteles parece equiparar o intelecto ativo com o ‘motor imóvel’ e Deus.

O que é intelecto: Intelecto significa entendimento, raciocínio, reflexão. Intelecto vem do latim e significa ler por dentro, é uma potência cognitiva da alma humana, através da qual ela conhece algo de si, algo que lhe rodeia e algo que a transcende. O intelecto é uma faculdade um ato, que é exercitado através da inteligência. Aquele que faz uso do intelecto se denomina inteligente.
O intelecto reconhece como próprio do seu conhecimento a realidade imaterial, porém parte das realidades materiais, isto é, para além das coisas corpóreas, o intelecto procura se conhecer primeiro, por isso se diz que o intelecto é imaterial. A ciência tem seu ponto de partida na atividade intelectiva.

Inicialmente, o intelecto estava associado à percepção de noções da metafísica, e era contemplado como uma capacidade da mais elevada compreensão, e era superior à razão. Mais tarde, o intelecto foi relacionado com o conhecimento de coisas finitas, enquanto o infinito era abordado pela razão.

O intelecto tem seu objeto próprio, chama-se ente, ‘que vem do latim e significa que é’ toda a realidade que o intelecto considera a natureza ou essência, aquilo que dele o intelecto apreende.
A ação do intelecto é conhecer a realidade e dela apreender a natureza, visando à verdade que é a adequação do intelecto com a coisa. Quando apreende a verdade afirma como verdadeiro, ao mesmo tempo em que nega o que não é.

De acordo com o filósofo Anaxágoras, e tendo em conta uma concepção clássica grega, o intelecto era usado para a ordenação do cosmo e consequentemente era relacionado com o pensamento humano, sendo que este contempla a ordem cósmica. Aristóteles diferencia o intelecto das sensações, apetites e desejos, afirmando que o intelecto é ‘a parte da alma com a qual esta conhece e pensa’.

O intelecto não é responsável apenas pela reflexão, mas é referência a uma reflexão crítica, tomada de consciência e análise dos fundamentos ou as razões de alguma coisa.

Platão e Aristóteles descrevem o intelecto de uma forma genérica, como a faculdade de pensar em geral. No entanto, alguns filósofos viam o intelecto como uma atividade ou técnica específica de pensamento, podendo ser: intelecto intuitivo, intelecto operante ou como entendimento ou inteligência.

E você já utilizou alguma vez na vida seu intelecto além do seu umbigo? Reflita sobre isso! Se o fizer certamente será uma pessoa bem mais altruista!

Vale lembrar que, o intelecto é a força que muda o mundo, e são ideias e não forças que muda o mundo. Essa é a lógica da lógica!
Por: Romildo Gonçalves
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
OPINIÕES
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player