Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 27 de Abril de 2017
Pesquisar no site
OPINIÕES
     
20/08/2015
Destravando a aprendizagem!
Uma década de porteira fechada, assim era tratada a educação em mato grosso. Só para se ter uma ideia do que estou pontuando, na última década as secretarias de estados eram negociadas entre gestores e partidos de porteira fechada! Isso mesmo! Uma questão “sui generis” “sul real”, igualzinho Jaboticaba = Myrciaria cauliflora, que só existem no Brasil.

Ainda á possivel por uma questão de força política encontrar na educação mato-grossense elefantes se movendo em lojas de cristais, mas seguramente o governo saberá no momento certo separar parquidermes da pedra precisosa lapidando o ambiente-espaço como foco de civilidade.

Para um estado em transformação, uma educação dinâmica e alvissareira, articilada, lincada com o mundo real, com o mundo globalizado sintonizado com o século 21, que gira e faz a vida girar, que mire a plenitude da formação humana, e do ser humano formado na sua plenitdue.

Nesse e por esse viés mirarmos campos ferteis, o campo também de um estado agricola e rural como é mato grosso na sua essência, um  norte de conehecimentos e de conehceres para serem desvendados. Digo de um estado agrícola e rural  como não poderia deixar de ser com muito orgulho.

80% da economia mato-grossense gira em torno da produção primaria do uso direto da terra, seja, na produção de grãos, pecuária, extrativismo vegetal, mineral... E commodities agrícolas em profusão.

Do 141 municípios inseridos nos tres ecossistemas que compõe o território mato-grossense, apenas quatro comportam populações humanas acima de cem mil habitantes, trinta e seis municípios enfaixam menos de cinco mil hambitantes humanos, o restantes da população humana mato-grossense distribuem-se nos demais 101.

Mirar a educação do campo como educação do e no campo e não como educação rural  focando nesse olhar novas conotações. É preciso nesse e por esse viés que governantes, gestores e educadores entendam que estamos no séculos 21 e que o mundo esta globalizado.

Vale pontuar que a mesma vestimenta, o mesmo corte de cabelos, o mesmo modelo de celulares que o jovem usa em São Paulo, Rio de Janeiro, Cuiabá, New York, Londres, Paris... Marcas e modelos de igual valor sao utilizados por jovens e cidadãos comuns em   Primavera do Leste-mt, Cotriguaçu mt, Sorriso mt, Riberirão Cascalheira mt... em vilas, distritos, assemtamente rurais...

Na e para a educação mato-grossense, o governo Pedro Taques e sua equipe de gestores, não estão inventando a roda, estão sim mudando e redirecionando o modelo de gestão para a educação mato-grossense, para um transformar o estado para melhor, humanamente falano.
Um estado em transformação, que mira a educação com novos olhares, onde o ser humano no caso em tela o estudante tenha na plenitude de sua juventude a formação completa no espaço-tempo de maneira segura e sustentável.

Administativamente falando o estado de mato grosso começa firme, claro e objetivamente corrigindo rotas, avaliando, reavaliando, vendo, revendo, fazendo, refazendo, direcionando, redirecionando, para funcionar de verdade a altura das exigências da sociedade humana, visando acima de tudo a evolução humana antropologicamente falando.
Por: Romildo Gonçalves
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
OPINIÕES
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player