Anuncie Aqui    |    Denuncie    |    Contato    
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
Bem Vindo ao Nortão Notícias, 24 de Agosto de 2017
Pesquisar no site
DEBATES
 
09/10/2009
Obs: Para lavar carros, molhar jardins e praças, apagar incêndios, dar descargas em banheiros públicos e residenciais, etc. pergunto: Porque usar água tratada? Porque não criar uma Lei que obrigue as novas obras de edificações a criar meios de armazenar e utilizar esta riqueza que a natureza nos dá gratuitamente?
Todos e quaisquer textos publicados aqui, através deste sistema de Debate não refletem a opinião deste site Nortão Noticias!
PARTICIPAÇÕES
Participação: 7
  Nilvia
23/10/2009 - 18:45
  nilvia@hotmail.com
Sorriso
Leia isso

GUA COM ESTMAGO VAZIO... Srio e Importante

Beba gua com estmago vazio

Hoje muito popular no Japo beber gua imediatamente ao acordar.

Alm disso, a evidncia cientfica tem demonstrado estes valores.
Abaixo divulgamos uma descrio da utilizao da gua para os nossos leitores.
Para doenas antigas e modernas, este tratamento com gua tem sido
muito bem sucedido.
Para a sociedade mdica japonesa, uma cura de at 100% para as seguintes
doenas:
Dores de cabea, dores no corpo, problemas cardacos, artrite, taquicardia,
epilepsia, excesso de gordura, bronquite, asma, tuberculose, meningite,
problemas do aparelho urinrio e doenas renais, vmitos, gastrite, diarria,
diabetes, hemorridas, todas as doenas oculares, obstipao, tero, cncer e
distrbios menstruais, doenas de ouvido, nariz e garganta.
Mtodo de tratamento:
1. De manh e antes de escovar os dentes, beber 4 x 160ml: 4 copos de gua.
2. Escovar os dentes, mas no comer ou beber nada durante 45 minutos.
3. Aps 45 minutos, voc pode comer e beber normalmente.
4. 15 minutos depois do lanche, almoo e jantar no se deve comer ou beber
nada
durante 2 horas.
5. Pessoas idosas ou doentes que no podem beber 4 copos de gua, no incio
podem comear por tomar um copo de gua e aumentar gradualmente a quantidade
para 4 copos por dia.
6. O mtodo de tratamento cura os doentes e permite aos outros desfrutar de
uma vida
mais saudvel.
A lista que se segue apresenta o nmero de dias de tratamento que requer a
cura das principais doenas:
1. Presso Alta - 30 dias
2. Gastrite - 10 dias
3. Diabetes - 30 dias
4. Obstipao - 10 dias
5. Cncer - 180 dias
6. Tuberculose - 90 dias
7. Os doentes com artrite devem continuar o tratamento por apenas 3 dias na
primeira semana e, desde a segunda semana, diriamente.
Este mtodo de tratamento no tem efeitos secundrios. No entanto, no incio
do tratamento ter de urinar frequentemente.
melhor continuarmos o tratamento mesmo depois da cura, porque este
procedimento funciona como uma rotina nas nossas vidas. Beber gua saudvel
e d energia.
Isto faz sentido: o chins e o japons bebem lquido quente com as refeies,
e no gua fria.
Talvez tenha chegado o momento de mudar seus hbitos de gua fria para gua
quente, enquanto se come. Nada a perder, tudo a ganhar ...!
Para quem gosta de beber gua fria, esta seco aplica-se a eles.
Sabe bem beber um copo de gua fria ou uma bebida fria aps a refeio,
porm, a gua fria ou bebida fria solidifica o alimento gorduroso que voc
acabou de comer.
Isso retarda a digesto.
Uma vez que essa 'mistura' reage com o cido digestivo, ela reparte-se e
absorvida mais rapidamente do que o alimento slido para o trato
gastrointestinal.
Isto danifica o intestino.
Muito em breve, isso vai se transformar em gordura e pode nos levar ao
cncer. melhor tomar uma sopa quente ou gua quente aps cada refeio.

Nota muito grave - perigoso para o corao:

As mulheres devem saber que nem todos os sintomas de ataques cardacos vo
ser uma dor no brao esquerdo.
Esteja atento para uma intensa dor na linha da mandbula. Voc pode nunca ter
primeiro uma dor no peito durante um ataque cardaco. Nuseas e sures
intensos so sintomas muito comuns.
60% das pessoas tm ataques cardacos enquanto dormem e no conseguem
despertar. Uma dor no maxilar pode despertar de um sono profundo.
Sejamos cuidadosos e vigilantes.
Quanto mais se sabe, maior chance de sobrevivncia ...
Um cardiologista diz que se todos que receberem esta mensagem, a enviarem a
pelo menos uma das pessoas que conhecem, pode ter a certeza de que, pelo
menos, poder salvar uma vida.
Ser um verdadeiro amigo enviar este artigo para todos os seus amigos e
conhecidos.
Acabei de fazer isso!
Participação: 6
  Ricardo
11/10/2009 - 17:55
  ricardo46@gmail.com
Porto Velho / RO
Dia Mundial da gua no deveria ser s dia 22 de Maro, mas sim todos os dias! Sou de Fortaleza, mas moro a 12 anos em Rondnia,
Aracoiaba, cidade do Macio de Baturit, distante 75 kilmetros da Capital Fortaleza.
Antigamente os homens faziam a guerra para conquistar terras mas
Do jeito que a coisa vai, no demora muito e os homens vo guerrear por um pouquinho de gua...
Como vamos Desenhar a gua?
NO!
Vamos ter que aprender a cuidar das nossas guas!
O Brasil tem muita gua. um dos pases que tem mais gua doce do mundo. S a Bacia Amaznica possui um sexto de gua doce que corre na Terra. Muitos rios, porm, j morreram no Brasil e principalmente aqui em Rondnia e no estado de Mato Grosso e no Par por falta de cuidado. Alguns afluentes, por exemplo, do Rio So Francisco, j secaram para sempre. Nas bacias do Rio Doce, do Paraba do Sul, do Jequitinhonha e de muitos outros grandes rios brasileiros a gua disponvel para cada pessoa hoje menos da metade da gua que existia h cinqenta anos atrs.
No ocorre a quase ningum que a gua - que vive caindo do cu - pode, um dia, acabar na Terra. Acontece que ela pode chover e ser chuva cida; ela pode causar s destruio em massa; ela pode chover e no vir gua limpa. Muitos pases, hoje, j enfrentam srios problemas de gua potvel. Muitos pases j importam gua limpa.
Depois, a coisa mais importante manter as nascentes, os rios, as lagoas e lagos limpos e protegidos. Os rios que j morreram no Brasil, morreram por causa dos desmatamentos em suas nascentes e porque desmataram ate nas margens dos rios; morreram - ou esto morrendo - por causa do assoreamento de suas margens (construes indevidas, como e o caso dos ricoes e os Noveleiros e apresentadores de jornais nos grandes centros, como o rio de Janeiro e So Paulo, agora como vai fica os mangues no Rio de Janeiro com as construes para os jogos Olmpicos?) as enchentes mal cuidadas; morreram porque as terras por onde eles correm viraram desertos feitos pela mo do Homem.
isto: as autoridades, os proprietrios, os moradores das zonas rurais onde os rios nascem devem tratar de reflorestar as nascentes, de recompor as margens dos rios, de mant-los o mais limpo possvel, de no destruir mais a vegetao ribeirinha que os protege.
As rvores dependem dos rios; os rios dependem das rvores...
O melhor amigo do rio o verde e o Homem.
Voc, certamente, no pode ir l para o meio do serto replantar os grotes, as florestas, as pequenas matas por onde os rios clarinhos corriam.
Mas bom que o povo inteiro do mundo tenha conscincia de que preciso salvar nossos rios.
Participação: 5
  MARIA DALVA
10/10/2009 - 15:15
  mariadalvafernandes@hotmail.com
Lucas do Rio Verde.
Eu acredito que toda e qualquer lei que visa a preservao e conservao da gua bem vinda! Pois se no houver um trabalho srio inclusive com medidas legais e aes preventivas constantes, em pouco espao de tempo estaremos sem gua potvel. A regio nordeste assolada pela seca e por este grave problema e s quem viveu e vive na pele a falta de gua , a sede e pssima qualidade da mesma, sabe o que significa, e o valor que tem um copo d' gua doce. Beber uma gua insalubre, salgada muito triste! Eu sou paraibana e tenho lembranas tristes relacionadas falta de gua potvel. Enquanto criana, vivi um longo perodo de sofrimento por falta deste precioso lquido.
Sou professora e tenho feito o que posso para despertar a conscincia dos meus alunos. Mas, acredito que esta luta de todos independente de idade e classe social. Se no acordarmos o mundo entrar em guerra por este precioso lquido. Atualmente polticos corruptos exploram at a falta d?gua no nordeste brasileiro. preciso estar em alerta constante, ou morreremos da pior forma possvel: Pedindo gua!!.
Participação: 4
  ADMAR PEREIRA VAZ
10/10/2009 - 14:12
  adpvaz@terra.com.br
Santarem
Artigo: GUA POTVEL - EXCLUIDA NO DISCURSO AMBIENTAL

Desculpe-nos o autor do artigo supra Sr. Gaspar Jacobina, mas a exposio deixa muitos tpicos e importantes neste contexto sem a devida anlise ou exposio. Vejamos apenas alguns:
Embora tenhamos no planeta Terra uma considervel massa de gua, temos que lembrar que nosso planeta caminha incessantemente pelo espao sideral, e deve existir assim e na condio da gua como gs difuso na atmosfera, alguma perda que e mesma pequena, porm de forma constante em um certo momento isto ir pesar no balano mssico de gua existente. Esta perda est diretamente associada perda tambm dos gases que compem a atmosfera terrestre ao espao. Quanto maior a temperatura do meio ambiente, maior esta perda, e estamos em um ciclo de aumento de temperatura terrestre, motivado por muitos fatores e que julgo o mais importante o ciclo glacial que se concretiza a cada catorze mil anos.
Olhemos ainda nosso planeta vizinho Marte, que e segundo estudos havidos j possuiu gua e que agora esta somente existe em pequenas quantidades nos plos, na condio de gelo pela perda total de gases da atmosfera. Olhemos ainda que a Terra se situa mais prxima do Sol do que Marte, sendo o Sol uma estrela e mdia grandeza que mais cedo ou mais tarde se transformar em uma an branca, ou seja, a tendncia seria aumentar seu dimetro em condies considerveis e com possibilidades de emborcar os trs ou quatros primeiros planetas orbitais.
Quando se fala em falta de gua no mundo, no se quer dizer necessariamente de toda a gua que existe. E ao contrrio do que se expe, ela finita na condio de insumo ou bem. Fala-se sim, da gua disponvel e na condio de gua doce potvel ou que esteja na condio de tratamento possvel econmico para a portabilidade e uso.
Hoje somos mais de 6,5 bilhes de homens vivendo na superfcie do planeta, com inmeras necessidades, a maioria na dependncia de utilizao de gua. Os meios estatsticos expem ainda que em cerca de meio sculo, poderemos ter o dobro de homens vivendo em nosso planeta. Maior necessidade de agricultura, de criao de animais em regime integrado e fechado para produzir alimentos, e assim vai.
Perguntamos: na condio que conhecemos as condies de uso e de possvel reciclagem de gua teremos todos ns no futuro, condies de usufruir gua como o fazemos hoje?
Julgo assim, que a possvel falta de gua no mundo, no um mito. Mas uma realidade bem possvel. Acho que temos mesmo que comover as pessoas siente e inteligentes no assunto para debatermos esta questo em comum onde a maioria gosta de ler mas tem preguia de escrever.;
Participação: 3
  Maria Eduarda
10/10/2009 - 09:01
  mds_36@hotmail.com
Nova Mutum/ MT
Pois bem eu to fazendo a minha parte vcs?
Me preocupo muito, sou professora de qumica e meus alunos j esto aprendendo a economizar, gua luz, e tambm, tento educ-los a no poluir rios, ruas, avenidas, e tambm oriento quanto a preservao do meio ambiente, reciclagem, temos que fazer logo porque a prxima gerao pode no estar preparada, e porque no comear hoje!?
Me preocupo muito.

Andei pensando esses dias....
Nos respiramos "bem" Porque? existem gotculas de gua no ar, quando o ar est mais seco, nossa respirao fica difcil...

Quando a gua for "escassa" no s haver pessoas morrendo de SEDE, como tambm sem ar... As narinas se ressecaram se machucaram... Etc.. e o pior penas que to pouca gente se preocupa...

No a mesma coisa que deixar pra estudar um dia antes da prova.

Na prxima gerao j ser tarde... E se meus clculos estiverem certos e se essa gerao se preocupara menos do que a de hoje. e o que vira depois desse?, ser tarde demais.
Esto se preocupando demais com clones e bombas atmicas e muito pouco com o que rege nossa vida aqui! Eu me preocupo sim!
Ns temos que nos preocupar sim
porque a prxima gerao depende
de ns para existir.
Obrigada pelo espao!
Participação: 2
  Joel pelegrim
10/10/2009 - 07:50
  pelegrim@gmail.com
COXIM / MS
enfrentar o aquecimento global e a poluio.
No Brasil, h na Constituio uma lei que regulamenta o uso da gua, bem detalhada. S que leis no Brasil no so na maioria cumpridas. Se fossem, os rios da nossa regio no estariam quase todos contaminados, com os poucos peixes que restaram da matana promovida pela nossa maravilhosa civilizao.
Sou totalmente favorvel realizao de simpsios, fruns de discusso que busquem formas de agir em defesa da gua, mas necessrio vencer os entraves burocrticos para que se avance nesse sentido. A gua no ir ficar esperando eternamente as nossas aes para salv-la, que nunca chegam.
No Brasil, populaes do Nordeste e tambm do Sul vm sofrendo com a seca h muito tempo. Quase nada se fez de concreto para levar a gua at elas. A gua no pede discurso, ela quer transparncia e atitude. Hoje, Dia Mundial da gua, antes de tomarmos os nossos copos d`gua, olhemos para ela com reverncia, para que possamos a partir de hoje trat-la com a ateno e os cuidados que ela merece.
Bom domingo.
Com um brinde gua, fazendo tintim. com os nossos copos de gua para que lembraremos dos futuros dos nossos filhos e netos.
Participação: 1
  Gaspar Jacobina Turibio
09/10/2009 - 12:32
  gaspar.turibio@fiemt.com.br
Cuiab /MT
Estamos falando da Falta de gua Potvel principalmente para a Agricultura Familiar na Regio Amaznica. O maior desafio encontrado na rea rural sem duvida a gua potvel. No permetro Urbano esta questo no nova e nem de fcil soluo... (falaremos mais adiante). O discurso ambiental nos ltimos tempos deixou essa questo da gua de fora; numa regio que concentra 80% da gua doce do pas, falta gua encanada, isto pode parecer contraditrio, porem, esta realidade ocorre nos Estados Amaznicos e nas principais cidades como Manaus, Belm, Cuiab, etc.

O crescimento populacional, os grandes aglomerados urbanos, a industrializao, a falta de conscincia ambiental da populao, atravs da poluio de potenciais mananciais de captao superficial, fazem com que a gua torne-se a cada dia um bem mais escasso e conseqentemente mais precioso. A escassez da gua ocorre atualmente em muitas regies do Brasil e do mundo, proporcionando as vrias comunidades convivncia diria com sua falta.

O Brasil possui cerca de, 12% da gua doce disponvel no globo terrestre, mas a m distribuio do lquido entre as diversas regies brasileiras faz que o problema da falta de gua no esteja ainda resolvido no pas. A utilizao da gua de chuva advm de mais de 2.000 anos onde a populao j captava a gua para utilizao na agricultura, para seus animais e para fins domsticos (TOMAZ, 2003).

Segundo, JAQUES, R. C.; em Qualidade da gua de Chuva; Florianpolis SC; 2005; a captao da gua de chuva uma prtica muito difundida em pases como a Alemanha e a Austrlia, onde novos sistemas esto sendo desenvolvidos, permitindo a captao de gua de boa qualidade de maneira simples e bastante efetiva em termos de custo"benefcio. Em vista da degradao dos recursos hdricos e a conseqente escassez da gua em praticamente todo o mundo, torna-se importante o seu racionamento e gerenciamento eficaz, e uma das formas de se obter gua justamente o aproveitamento da gua de chuva, ou seja, guas pluviais. A gua de chuva pode ser aproveitada para uso domstico, industrial e agrcola, entre outros, e estando em franco crescimento este tipo de utilizao.

Desta maneira ser importante disseminar a chamada cultura da gua de chuvas principalmente nos assentamentos do INCRA, onde, no Estado de Mato Grosso, os investimentos na rea de reforma agrria so realizados desde os anos 70, onde foram assentadas cerca de 70.000 famlias em 520 assentamentos, nos ncleos de casas populares e nas escolas, para que as futuras geraes aprendam a aproveitar este recurso de alta qualidade e de primeira necessidade que nos dado pela natureza. Vivemos na Regio que apresenta apenas duas estaes, ou seja, a seca e a chuvosa.

Para combater este problema, falta de gua, velhas solues como bombeamento de gua de rios, crregos ou poos artesianos, mostram-se ineficiente por vrias razes como: os altos custos de implantao dos sistemas de bombeamento, os altos custos de energia, falta de gerenciamento e"ou manuteno dos sistemas de bombeamento e de redes adutoras que variam de 20 a 200 km. Nesse contexto, pretende-se conscientizar os futuros cidados sobre a importncia dos recursos naturais renovveis, como tambm, sobre tcnicas sustentveis de aproveitamento dos mesmos. Para reverter esta situao, necessrio construir um novo modelo com base nas tecnologias sociais que compreende produtos, tcnicas e"ou metodologias reaplicveis, desenvolvidas na interao com a comunidade e que representem efetivas solues de transformao social com recuperao do meio ambiente.

Com a nova viso das tecnologias sociais sustentveis foram criadas vrias alternativas viveis, entre elas o programa um milho de cisternas em 10 estados e que beneficiou mais de um milho de pessoas com 266.847 cisternas rurais construdas at 30"07"2009 (Fonte ASA, 09"2009). No Estado de Mato Grosso apesar do ndice pluviomtrico variar de 1200 a 1800 mm"ano, a agricultura familiar sofre com a escassez de gua durante o perodo de estiagem, e visando amenizar essa deficincia a soluo proposta captao e armazenamento da gua de chuva. Outra tecnologia sustentvel a ser adotada ser o aproveitamento da energia solar disponvel.

Alm do aproveitamento da gua de chuva e energia solar, devem ser executadas aes de revegetao com espcies nativas de reas de nascentes e"ou de preservao permanente existentes nos municpios, como forma de demonstrar aos jovens sobre a importncia na preservao do bioma.

Temos alguns pontos positivos enumer-los: no Mato Grosso, por exemplo, foram instaladas 5 cisternas de PVC, vinil atxico, (Embrapa Sunos e Aves, outubro 2005), sendo 2 em Cuiab, 2 em Chapada dos Guimares e uma no assentamento Katira, em Cceres-MT; os resultados preliminares foram animadores, a qualidade da gua das duas cisternas analisadas pela Sema, segundo o Eng. Agrnomo e Mestre em Agricultura Tropical, servidor do INCRA, SAMIR CURI, as analises comprovaram que a gua semi-potvel, e com um simples tratamento com cloro a gua seria apropriada para consumo humano.

Segundo a Revista Veja Amaznia, setembro 2009; em Manaus e Belm no se consegue dar gua para as pessoas; porque est tudo contaminado, para levar gua tratada em palafitas, nas residncias super difcil. Temos questes muito srias de saneamento em quase todas as principais cidades localizadas na Amaznia Legal; e principalmente nas grandes metrpoles como Belm, Manaus, Cuiab, Rio Branco, Porto Velho, ete. Quando analisamos esta questo do ponto de vista estadual, a realidade mais dura ainda e "chocante", em Rondnia, por exemplo, apenas 40% das casas tm acesso a esse servio de abastecimento de gua potvel.- Veja Amaznia, setembro 2009.

Quero aqui, agradecer o Colega Samir Curi, acima j qualificado, que muito colaborou na produo deste artigo. Um belo dia ele me questionou, professor voc toda semana escreve sobre um assunto distinto: Porqu o Senhor no fala de gua potvel? Ali naquele momento acordamos em escrever este artigo h quatro mos, em forma de desabafo, orientao e principalmente, chamar a ateno da sociedade sobre o valor do uso racional da gua potvel, bem como as conseqncias sociais, econmicas e ambientais se mantivermos esta cultura da no valorao das riquezas naturais.
 menos  1  mais 
ENQUETES
VARIEDADES
OPINIÕES
NOTÍCIAS
Copyright © 2010 - Nortão Notícias
Quem Somos  |  Denuncie  |  Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player